Empréstimo ou Financiamento: Veja qual é o melhor para você

Sempre ter uma grana extra no fim do mês para guardar para algum problema financeiro é, talvez, um dos maiores alívios para qualquer pessoa – principalmente para quem está planejando quitar uma dívida, viajar, reformar a casa ou qualquer outra atividade.

Com os avanços no setor de serviço financeiro (graças à tecnologia), temos diversas opções que podem ser interessantes como o financiamento e o empréstimo. Porém, diante de tanta opção e disponibilidade, qual dos dois faz mais sentido para você? Confira a resposta abaixo!

Imagem: Scott Graham – Unsplash/ Reprodução

Financiamento ou Empréstimo

Nesse embate, qual sai ganhando? Na verdade, ambos podem sair ganhando, isso depende de alguns fatores que devem ser bem analisados de acordo, principalmente, com o usuário e o objetivo de cada um. Porém, é importante estar atento a algumas questões.

Tenha um planejamento financeiro! Antes de você pensar na possibilidade de contratar um serviço financeiro (independente de qual seja), é essencial você saber em que situação a sua vida financeira está. Não ter esse controle é sinônimo de dívidas e pesadelo.

Depois de ter estabelecido de forma bem planejada seu orçamento (tanto atual quanto futuro), você entenderá se realmente consegue solicitar um empréstimo ou financiamento que fará sentido para o seu bolso e não te causará dor de cabeça.

Imagem: Towfiqu barbhuiya – Unsplash/ Reprodução

VEJA TAMBÉM: Empréstimo pessoal no banco Itaú – Como simular e solicitar

Sobre o Financiamento

De forma simples, o financiamento é um valor que você pega emprestado com o banco/instituição financeira para usar em algo específico (para comprar um carro, adquirir um imóvel ou outro tipo de compra) e assim como o empréstimo, você paga esse valor aos poucos, juntamente com as taxas de juros.

Normalmente, as taxas de juros do financiamento são menores e é um pouco mais fácil de conseguir. Em contrapartida, só pode ser usado com um fim específico. Então, por exemplo, se você solicitar um financiamento para comprar um carro, não tem como usar esse dinheiro para adquirir uma casa.

Mesmo sendo “mais fácil”, a liberação ou não desse serviço vai depender muito de como vai ser o seu relacionamento com o banco, score de crédito, situação do seu nome nas protetoras de crédito e outros fatores.

Sobre o empréstimo

Os bancos/instituições oferecem alguns tipos de empréstimos (como empréstimo estudantil, empréstimo consignado e outros), porém, iremos focar no empréstimo pessoal neste artigo, sendo um dos mais solicitados.

Basicamente, o empréstimo pessoal (às vezes chamado de crédito pessoal) é um valor que você pega emprestado com instituição financeira e depois irá pagar de volta esse valor aos poucos mais a taxa de juros, afinal, o banco recebe um valor por ter te antecipado esse valor.

Diferente do financiamento, uma das principais vantagens desse serviço é o fato de não ser necessário você explicar com qual fim irá usar o dinheiro. Porém, ele pode ser um pouco mais complexo de conseguir e as taxas de juros podem ser um pouco maiores se comparado ao empréstimo.

Qual escolher, então?

Como foi falado no começo, a resposta é: depende! Depende do seu objetivo, condições financeiras, relacionamento com o banco, condição do seu nome nas protetoras de crédito e outras razões que devem ser analisadas.

Mas de forma resumida, o financiamento é destinado só para um investimento específico e as taxas de juros geralmente são menores. Já o empréstimo pessoal te dá mais autonomia para usar como quiser e as taxas de juros são um pouco mais altas.

Entretanto, independente de qual seja, analise sempre o contrato do serviço, principalmente as taxas de juros. Assim, você evita sair no prejuízo e faz aquilo que faz mais sentido para o seu bolso.