Confira 4 dicas para melhorar sua saúde financeira e mental

0
84

É inevitável dizer que vivemos em um um contexto que precisamos de dinheiro para diversas situações. Independente da situação de vida de cada indivíduo, grande parte das pessoas no mundo moderno possuem uma certa dependência financeira.

Isso afeta de forma direta e prática a nossa rotina e tudo aquilo que fazemos, já que dependemos do dinheiro para muitas ocasiões. Por consequência, isso acaba afetando a nossa saúde mental e por vezes não nos damos conta disso. Por isso, abaixo você encontra 6 dicas para uma boa relação de saúde financeira e mental.

saude-financeira-e-mental
Fonte: Fabian Blank/ Reprodução

Antes de qualquer dica, vale ressaltar que o texto em questão não visa abordar qualquer assunto por uma visão profissional da psicologia. Antes, oferece dicas e orientações mais gerais para seus leitores contribuindo para uma melhor gestão financeira.

Planejamento

Esse primeiro ponto é o mais importante de todos e serve para vários contextos financeiros diferentes. Mas é fato que ter um mínimo de organização com suas economias é essencial para sua rotina e para a sua saúde financeira.

Quando você entende claramente o que entra e sai do seu orçamento mensal/semanal, o descontrole e a preocupação (um dos principais fatores que causam dano para sua mente) deixam de ser uma realidade na sua vida.

saude-financeira-e-mental
Fonte: Andre Taissin/ Reprodução

CONFIRA TAMBÉM: Confira estas 5 dicas de como economizar nas contas domésticas

Além disso, só é possível entender o contexto que você vive e fazer previsões quando você tem tudo muito bem explicado e anotado. Então, tenha um bom planejamento financeiro para que você consiga evitar cada vez mais a ansiedade de não saber o que entra e sai das suas economias.

Realidade

O seu orçamento (tópico anterior) vai precisar ser criado/revisado baseado na realidade que você vive. O que queremos dizer é que todo o valor que você ganha e gasta precisa estar totalmente atrelado ao que você ganha.

Não adianta criar um planejamento que esteja completamente fora daquilo que você realmente vive. Além disso, esse ponto é importante pois caso – por exemplo – você crie uma organização que conste gastos maiores do que você consegue bancar, isso pode te trazer frustração e por consequência outros problemas (como ansiedade).

Ainda sobre este tema, vale a pena comentar que ao mesmo tempo é interessante que você não fique todo o tempo comparando sua vida com a de pessoas próximas a você, até pensando porque você não consegue adquirir tal objeto caro, ter a vida luxuosa que alguém vive e pensamentos como esse.

Foque naquilo que você já possui e como aproveitar da melhor forma!

Dívidas e padrões

Já sentiu aquela sensação boa de conseguir pagar todos os boletos e contas do mês? Ou então aquele sentimento de finalmente quitar uma dívida? Parece que tiramos um peso das costas e finalmente podemos respirar.

Mas claro, isso só acontece quando temos tudo muito bem organizado e entendemos de fato a realidade que cada um vive. Assim, você alcança seus objetivos de forma mais fácil, prática e evitando preocupações.

Educação financeira

Esse é um passo muito necessário na vida de todo mundo, não só para os profissionais da área de finanças, aliás, de certa forma todo mundo lida com o dinheiro – e é importante que todos lidem de uma boa forma.

Busque conteúdos que são educativos, canais do youtube que ensinam sobre, e até caso queira, faça cursos para um entendimento mais profundo. Assim, cada vez mais você passa a controlar o seu dinheiro e não mais o contrário.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here